domingo, 9 de fevereiro de 2014

Sua melhor amiga - a máquina de costura

Olá!

Há tempos venho planejando uma postagem como essa, mas esses dias um episódio trouxe a ideia à tona. O episódio foi um daqueles em que você está tentando costurar e as coisas não vão bem: estava quiltando uma colcha de casal e a linha partia a toda hora, o trabalho não ia pra frente. Aí eu lembrei que havia limpado a máquina no início do dezembro; como o ateliê entrou em férias, nem pensei mais nisso; só que em dezembro a "bichinha" havia trabalhado muito, e provavelmente já precisava de limpeza, sim. Abri a máquina e dito e feito - vejam só a situação:


E isso é um pouco do que saiu e dentro dela:


Então fica a dica: a máquina de costura precisa passar por limpezas e lubrificações regulares. A frequência e a maneira de limpar vão depender do quanto você usa sua máquina e qual é o modelo. Você vai precisar consultar o manual e conversar com o departamento de manutenção do fabricante. Mas o ideal é que você mesma aprenda a fazer a manutenção - assim não perde dias de trabalho enquanto sua máquina está na assistência autorizada.

Eu trabalho com uma marca de máquinas que nem tem assistência autorizada aqui na cidade; os serviços mais próximos são em Campinas ou SP. Felizmente, estou no sétimo ano de funcionamento e nunca foi preciso levar nenhuma das máquinas. Eu mesma faço a manutenção, e mantendo minhas máquinas limpas e lubrificados eu garanto anos de funcionamento sem problemas.

Além disso, há mais que podemos fazer para que nosso trabalho nunca seja interrompido por uma máquina com problemas. De acordo com minha experiência, e com as queixas que normalmente ouço das alunas, essa seria minha principal listinha de "problemas":

     - AGULHA VELHA: as agulhas ficam cegas rapidamente, principalmente se você costurar materiais sintéticos ou foudations (técnica em que se costura em cima de um papel). Quando a agulha está ruim, ela força a trama do tecido na hora de perfurá-lo e a máquina não consegue formar o ponto corretamente; isso resulta em pontos falhados ou problemas de tensão. Ou ambos. Na hora do quilt livre, então, sugiro sempre começar com uma agulha novinha.

     - AGULHA IMPRÓPRIA: existem fabricantes diferentes, e nem todo modelo aceita qualquer marca de agulha; da mesma forma, não é à toa que existem vários tamanhos diferentes de agulhas; leia o manual de máquina e aprenda qual tamanho é apropriado para qual serviço. E não obrigue sua máquina a trabalhar com agulhas de marca imprópria. Minhas máquinas Brother não aceitam agulhas Singer - não tem jeito.

     - BOBINA ERRADA: existem muitos tamanhos e formatos de bobina, e se não estiver usando a bonina correta com certeza haverá problemas de tensão; eu ouço falar muito em "minha máquina usa bobina baixa" ou "minha máquina usa bobina alta"; mas não é só isso: as bobinas altas que tenho até hoje de uma máquina Janome não servem nas minhas máquinas Brother, que também usam bobinas altas. Às vezes a máquina até costura, mas aí ficam acontecendo episódios de embolação de linha, linha que parte, etc., e isso acaba prejudicando sua máquina. Conheço gente que insistiu, disse que "funcionava direitinho", mas vivia reclamando que o quilt não ficou bom, e a máquina acabou na manutenção.

     - DESCONHECIMENTO DO FUNCIONAMENTO DA MÁQUINA: esse é o maior problema. É fundamental que você saiba TUDO sobre operar sua máquina de costura. Toda vez que uma aluna minha está reclamando que não consegue ajustar a tensão, que a máquina parou de funcionar, etc., eu digo para trazer a máquina aqui. E aí o "problema" normalmente é:
          - a bobina não foi enchida corretamente;
          - a bobina não foi colocada na máquina corretamente;
          - a linha de cima não foi passada corretamente;
          - a bobina foi enchida mas a pessoa esqueceu de voltar o pino de encaixe para a posição original;
          - os dentes de transporte foram abaixados para quiltar e depois não foram acionados novamente;
          Enfim... normalmente o problema é apenas "falha humana" rssss...

imagem da internet


É uma delícia quando podemos tirar algumas horas para costurar, ligamos um sonzinho no ateliê, estamos empolgadas com o projeto...e nada mais desanimador do que interrupções constantes por problemas técnicos. Então, conheça e cuide bem de sua máquina. Vocês serão grandes amigas.

Até a próxima!

4 comentários:

  1. Jane, filha amada de Deus, que trabalhos lindos, amei seu blog, suas dicas, voltarei sempre, amo patchwork, pois como você acredito no bem estar mental e espiritual proporcionado pelos trabalhos manuais, sempre fiz vários artesanatos por amor, mas o patchwork me encantou pois desde criança é de costura que gosto, um dom que Deus me deu. Que o Deus Todo Poderoso continue te iluminando, vou ficar por aqui...
    luzartes.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Obrigada, Márcia! Que Deus ilumine a todas nós, artesãs! Volte sempre!

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. oi boa noite,Por favor me de uma dica
    Eu quero comprar bobinaS para minha maquina de costura BROTHER CE 4000,como faço para descobrir se minha bobina é alta o baixa?
    agrata pela atenção.

    ResponderExcluir